Anúncios

Iniciar a nossa jornada com o pé de acerola requer uma compreensão completa sobre a própria árvore.

Anúncios

A acerola, ou Malpighia emarginata d.c que é seu nome científico, é nativa das Antilhas, América Central e Norte da América do Sul , e conhecida também como cerejeira do Pará ou cerejeira de Barbados, é um fruto com um sabor único que combina doces e azedos numa única mordida.

Pé de acerola, um pé de vitamina C

O arbusto da acerola é uma árvore de porte médio, com cerca de 3 a 6 metros de altura, de tronco robusto e copa densa, também é ornamentalmente agradável, apresentando folhas verdes-brilhantes e flores vistosas que variam do branco ao rosa, além de produzir uma fruta deliciosa.

Nas mãos do produtor brasileiro, o pé de acerola tem potencial para ser um verdadeiro gerador de lucro. Isso se deve não apenas ao seu valor comercial, mas também ao seu valor para a saúde humana, já que a acerola é uma fonte incrivelmente rica de vitamina C.

Plantar um pé de acerola é um processo direto, seja em grandes pomares ou no conforto do seu próprio quintal. Como planta perene, ela mantém sua folhagem ao longo do ano e tem uma taxa de crescimento considerada rápida, tornando-se uma opção atraente para aqueles que desejam cultivar suas próprias frutas.

Como cultivar um pé de acerola aqui na América do Sul

Como cultivar um pé de acerola aqui na América do Sul

Cultivar um pé de acerola mesmo que em solo brasileiro, envolve uma série de etapas. Primeiramente uma das melhores dicas é escolher uma área que receba luz solar direta por pelo menos algumas horas ao dia. A terra deve ser fértil e bem drenada para evitar o acúmulo de água.

O plantio pode ser feito a partir de sementes ou de mudas já formadas. As sementes devem ser semeadas em pequenos recipientes e mantidas úmidas até a germinação, que geralmente ocorre em uma a duas semanas.

Já as mudas devem ser plantadas em buracos que sejam duas vezes maiores que o tamanho do torrão, para que as raízes possam se crescer facilmente, antes é bom fazer uma adubação de base, ou seja, uma primeira adubação. As mudas também podem ser formadas a partir de galhos de uma planta já adulta.

O engenheiro agrônomo Maurício Dominguez Nasser, do Polo Regional Centro Oeste, UPD Marília em São Paulo, explica que o plantio deve ser feito em solos areno argilosos areno argiloso e bem drenados. O uso de um raio X solo pode auxiliar na identificação de possíveis problemas que podem afetar o crescimento da planta. Os plantios devem ser realizados em áreas de clima tropical, que é o clima ideal para esta espécie.

A Dra. Fernanda Furlaneto, médica veterinária e pesquisadora do Polo Regional Alta Paulista, também em São Paulo, acrescenta que é fundamental manter uma área mínima de um metro quadrado por planta para evitar a competição por recursos. As plantas daninhas devem ser controladas regularmente, pois l competem por recursos e podem abrigar pragas.

Durante o crescimento da planta, é muito importante manter a umidade do solo, mas sem encharcar. Fertilizantes orgânicos podem ser adicionados periodicamente para incentivar o crescimento e a produção de frutos.

No processo de cultivo, a mão de obra desempenha um papel essencial. Uma das dicas para manter a saúde das plantas é a poda, que deve ser feita para manter a forma do arbusto e estimular a produção de frutos, dependendo do ciclo de vida da planta. As partes mortas ou doentes da árvore também devem ser removidas.

A aceroleira, apesar de produzir flores hermafroditas, prefere a polinização cruzada, feita por abelhas da espécie Centris spp. O controle da mosca das frutas, uma praga comum em pomares de acerola, é essencial para garantir uma produção de alta qualidade. Além disso, medidas de controle contra formigas cortadeiras, que podem danificar a planta, também devem ser consideradas.

A colheita das acerolas, que são uma verdadeira explosão de cor e sabor, é feita quando estão completamente vermelhos. A acerola, ao contrário de frutas como a laranja, deteriora-se rapidamente, então o produtor deve estar preparado para colher a produção dependendo de processá-la, vendê-la ou consumi-la rapidamente.

Como cultivar um pé de acerola no vaso

Para os que desejam plantar acerola, mas têm pouco espaço, há a opção de cultivá-la em vasos. Para isso, o vaso deve ter no mínimo 50 cm de profundidade e 50 cm de diâmetro, para permitir que as raízes cresçam adequadamente.

Você pode utilizar a estaquia como o método de plantio de sua aceroleira. O substrato deve ser uma mistura de terra, areia e matéria orgânica, como composto ou esterco bem curtido. A planta deve ser regada regularmente, mas cuidado para não encharcar, pois isso pode levar ao apodrecimento das raízes.

Pé de acerola gosta de sol ou sombra

No que diz respeito ao cuidado com o pé de acerola, é importante notar que esta é uma árvore que adora sol. Ela precisa de algumas horas de sol direto todos os dias para desenvolver bem a copa numa altura ideal e manter uma floração para produzir frutos de boa qualidade e apresentar folhas bonitas e vibrantes.

No entanto, ela também suporta sombra parcial, desde que receba luz solar direta por pelo menos parte do dia.

Época da acerola (Malpighia emarginata d.c)

Época de acerola (Malpighia emarginata d.c)

A jornada do plantio à colheita leva em consideração a época de acerola, da floração e frutificação da acerola. Esta fruta tem a capacidade única de florescer e frutificar várias vezes ao ano. No entanto, a produção é mais expressiva durante as estações quentes e chuvosas, normalmente na primavera e no verão.

Quanto tempo um pé de acerola da fruto?

Um aspecto crucial nesta jornada é entender sobre o pe de acerola quanto tempo para produzir frutos.

Em geral, a aceroleira começa a produzir frutos entre um e dois anos após o plantio, dependendo das condições de cultivo e da variedade da planta.

Este tempo pode ser reduzido com o uso de mudas enxertadas, que normalmente começam a produzir frutos já no primeiro ano após o plantio.

Árvore de acerola

A árvore de acerola tem um grande valor ornamental, com suas belas flores e seus frutos vistosos, nutritivos e deliciosos.

É uma excelente escolha para quem quer trazer beleza e cor ao jardim, além de atrair pássaros e borboletas.

Quanto tempo vive um pé de acerola

O final da nossa jornada chega quando consideramos a vida útil do pé de acerola.

Em condições ideais, as árvores de acerola pode viver e produzir por 15 a 20 anos. No entanto, vários fatores podem afetar isso, incluindo condições climáticas, cuidados com a planta e doenças.

Acerola e sua importância

Acerola e sua importância

O conteúdo nutricional da acerola, bem como sua importância para a saúde humana, foi objeto de estudo na Universidade Estadual de Londrina.

O estudo concluiu que a acerola tem um teor elevado de vitamina C, tornando-a um excelente complemento para a dieta de quem busca fortalecer o sistema imunológico.

A acerola também tem atraído atenção fora do Brasil. Nos Estados Unidos, por exemplo, é cada vez mais valorizado por seus benefícios à saúde, e os produtores brasileiros estão atentos a este mercado em expansão.

Para mais informações e algum documento sobre o plantio de acerola, consulte os documentos fornecidos por Maurício Dominguez Nasser ([email protected]) e Fernanda Furlaneto ([email protected]).

Conclusão

A acerola é muito mais do que uma simples fruta

A acerola é muito mais do que uma simples fruta. Ela é uma fonte de saúde, um gerador de lucro e, acima de tudo, um símbolo da rica biodiversidade brasileira.

Então, se você tem um espaço livre em casa ou no jardim, por que não considera plantar um pé de acerola? Você não terá apenas a oportunidade de desfrutar dos deliciosos frutos, mas também de contribuir para a preservação desta espécie maravilhosa.

A equipe do Globo Rural também produziu uma série de reportagens sobre a acerola, desde o plantio até a colheita. As reportagens oferecem um olhar detalhado sobre tudo o que você precisa saber sobre o pé de acerola, desde a preparação do solo até os cuidados com as árvores. É uma leitura essencial para qualquer pessoa interessada no cultivo de acerola.

O pé de acerola é uma verdadeira alegria da natureza, e sua viagem do plantio à colheita é uma jornada fascinante que vale a pena explorar. Afinal, quem não gostaria de ter uma árvore que produza uma flor branca roseada tão linda e um fruto tão delicioso e nutritivo quanto a acerola?

Com seus frutos generosos e crescimento rápido, a aceroleira é uma planta que merece um lugar em seu jardim ou varanda. Não só fornece benefícios à saúde através de seus frutos ricos em vitamina C, mas também acrescenta beleza ao seu espaço.

Com os cuidados adequados, você poderá desfrutar das alegrias que um pé de acerola pode trazer por muitos anos. Se precisar fique à vontade para me enviar um e-mail sobre o assunto, estarei disponível caso precise de maiores esclarecimentos.

Veja também:

Receitas com acerola saborosas e fáceis de fazer

A acerola e suas características inigualáveis

Como plantar acerola com galho de maneira simples

Deixo aqui pra você a recomendação deste vídeo do canal Minuto Horta que dá dicas muito valiosas sobre o cultivo da acerola:

Curtiu este artigo sobre a fascinante jornada do pé de acerola? Então conte para nós no comentário abaixo. Compartilhe com seus amigos e familiares! Para mais conteúdo como este, fique mais perto da gente e siga nossas redes sociais: FACEBOOKINSTAGRAMPINTEREST.

Clique e adicione Pitada de Saúde ao seu feed do Google Notícias:

Categorizado em: